€22 | 336 pp | 978-989-99807-0-9

 

Mikhail Chichkin, o mais célebre autor russo da sua geração, criou a história de dois amantes: Vladímir, um soldado a lutar na China em plena Rebelião dos Boxers, e Aleksandra, que vive e trabalha em Petersburgo. Ambos se correspondem apaixonadamente, e as suas cartas lêem-se como uma homenagem contrapontística à força transcendental do amor. Em Cartas de amor e de guerra, as coisas e as experiências surgem transfiguradas na linguagem poética de dois amantes separados não só pela geografia mas também pelo tempo.

Mikhail Chichkin nasceu em Moscovo em 1961, onde cursou Inglês e Alemão, tendo-se lançado como escritor em 1993 com a publicação do conto «Lição de caligrafia». Foi o único autor a vencer os três maiores prémios literários russos e é o candidato russo ao Nobel. Vive desde 1995 em Zurique, na Suíça, onde é um crítico acerbo, com publicações regulares em jornais como The Guardian, do regime de Vladímir Putin.

«Sem dúvida o maior romancista vivo da Rússia», The Guardian

«Chichkin confere a esta história triste grande beleza e finura», The Wall Street Journal